História e Bíblia

UMA PONTE PARA O CONHECIMENTO

Translate

Follow by Email

Total de visualizações de página

SEJA UM SEGUIDOR


Olá, seja bem vindo ao blog HISTÓRIA E BÍBLIA! Gostária de convidá-lo a
ser um seguidor. Basta clicar em seguir ao lado e seguir as orientações.
quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Quanto Vale Jesus?

“Então, um dos doze, chamado Judas Iscariotes, indo ter com os principais sacerdotes, propôs: Que me quereis dar, e eu vo-lo entregarei? E pagaram-lhe trinta moedas de prata. E, desse momento em diante, buscava ele uma boa ocasião para o entregar.” (Mateus 26. 14 – 16)



Exemplares de denários romanos.


Judas Iscariotes sabendo da intenção dos inimigos de Jesus de assassiná-lo buscou tirar proveito disso. Ele mesmo buscou saber quanto pagariam para ele entregasse seu Mestre. Abaixo temos uma explicação dos valores correspondentes da traição:


Trinta Moedas de Prata

“Uma das mais infames histórias da Bíblia é a de Judas Iscariotes, o discípulo que traiu a Cristo por trinta moedas de prata. Embora seja difícil determinar exatamente quanto valiam trinta moedas de prata, sabemos que não era uma fortuna.
O denarius romano era a moeda mais comum usada durante o tempo de Jesus. Cunhada de prata, esta moeda trazia uma estampa com a cabeça do imperador. Por esse motivo, não se permitia ao povo judeu usar moedas como ofertas nos serviços religiosos; convertiam suas moedas em peças de prata. Os cambistas convertiam o denário ou siclo em prata mediante taxa de 12%.
O denário valeria cerca de quarenta centavos de dólar no mercado hodierno, segundo seu peso e teor de prata. Mas naquele tempo um denário equivaleria ao salário de um trabalhador braçal, de modo que tinha significativo poder de compra. Mesmo assim, verificamos que Judas traiu a Cristo pelo salário de um mês – dificilmente uma fortuna.
O livro de Zacarias profetizou que tal quantia seria paga pelo Messias (Zacarias 11:12). Ao aceitar trinta moedas de prata pela vida de Cristo, Judas cumpria a profecia (Mateus 26:15). A quantia era também o preço típico de um escravo ou servo naquele tempo.” ( PACKER, James. TENNEY, Merrill. WHITE, William. O Mundo do Novo Testamento. Editora Vida. 2001. São Paulo, Brasil.)


Sendo assim, observamos que Judas deixou Cristo pelo salário de um mês, ou pelo valor com que poderia adquirir um escravo!

E você? Estaria disposto a negar Jesus por qual quantia? Ou por qual benefício? Muitos se ofendem com tais indagações, mas todas as vezes que não guardamos as palavras de Jesus o estamos negando! Quando alguém não ama o próximo como a si mesmo, o está traindo pelo preço do ódio, quando alguém não é humilde, está traindo-o pelo valor do orgulho e da fama, quando alguém não é misericordioso está vendendo Jesus pela tirania e pelo prazer de se impor. Aquele que ama Jesus guarda suas palavras (João 14. 23, 24), logo o simples fato de praticar seus mandamentos é a expressão exata de uma traição, e o mandamento é este: “Novo Mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros” (João 13.34)

Para Você Quanto que Vale Jesus?

0 comentários: