História e Bíblia

UMA PONTE PARA O CONHECIMENTO

Translate

Follow by Email

Total de visualizações de página

SEJA UM SEGUIDOR


Olá, seja bem vindo ao blog HISTÓRIA E BÍBLIA! Gostária de convidá-lo a
ser um seguidor. Basta clicar em seguir ao lado e seguir as orientações.
sábado, 26 de setembro de 2009

A Missão ou OMissão da Igreja?


A Missão ou OMissão da Igreja?


A Missão


Um dos assuntos mais em pauta em reuniões e congressos são missões. Cultos, campanhas, livros, matérias de jornais tem sido lançados sobre o assunto. Mas qual é em síntese a missão da igreja?


Verifiquemos o que disse aquele que é cabeça da Igreja:


“Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo conceda. Isto vos mando: que vos ameis uns aos outros.” (João 15.16 e 17).


Observe bem a sentença: “eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades”. Ou seja, aqui temos o Ide tanto quanto em Marcos 16.15.


Mas ir para fazer o que?

Para que “deis fruto


Mas que fruto é esse?

Seria distribuição de folhetos evangélicos? Seria orar pelos que perecem? Ou então doar contribuições financeiras para instituições?


Nada disso. À luz da palavra de Deus, verificamos primeiro que, no verso seguinte Jesus esclarece: “Isto vos mando: que vos ameis uns aos outros”


E a bíblia sobre o que é fruto é específica:


“Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio.” (Gálatas 5.22)


Dessa forma, fica claro que a missão da igreja e de todo cristão é produzir frutos! Ou seja, viver uma vida em amor, paz, fidelidade, alegria, etc.


E quanto pregar o evangelho? É claro que o amor ao pecador impulsionará naturalmente todo cristão verdadeiro a dizer para as pessoas que o circundam sobre o reino de Deus. Mas qualquer tentativa de Ide, ou de missão que não seja envolvida diretamente com o fruto de amor não é genuíno, ou seja, não pode estar vinculado à ordenança de Jesus.


A OMissão da Igreja!


A palavra pode omissão significar:

1 falta, lacuna.

2 Deixar de agir ou de se manifestar quando necessário ou esperado.

3 Esconder, oposto a apresentar-se.

4 deixar de lado, pular.

5. Tratar com descuido, negligenciar.

(dicionário Houssaiss)


1. Dessa forma temos a Omissão da igreja quando ela deixa uma lacuna em certas áreas por ela negligenciada:


Como as crianças quando não recebem a atenção devida, e são colocadas num culto onde não compreendem nossa “linguagem cheia de gírias pentecostalizada” ou “teologizada” (depende da igreja). (O quanto uma criança consegue absorver de cultos que ouvem palavras como “a chave da vitória está sendo entregue”, o “o gigante e as muralhas estão caindo por terra”, etc.). A missão da igreja é anunciar o evangelho suficientemente claro, de forma que as crianças deveriam ter um culto ou atividades à parte do culto para adultos.


A igreja pratica abertamente sua omissão quando confia que apenas o ingresso de jovens em grupos de louvores os farão cristãos firmes que nunca abandonaram o evangelho, e nunca lhe dedica momentos de ensino real do evangelho que tem poder para moldar o caráter.

A lacuna (omissão) está na nossa negligenciada pela terceira idade, que na maioria das igrejas não tem serventia para nada, porque nossas lideranças se omitem em lhes oferecer o devido respeito!


2. Omissão é quando a igreja “deixar de agir ou de se manifestar quando necessário ou esperado”.


A missão da igreja se torna omissão quando temos uma Marcha para Jesus, que serve apenas para mostrar o grande número de evangélicos existente no Brasil (ou onde quer que ocorra o movimento). Mas o mesmo evento serve de plataforma política para pessoas que nem evangélicas são, enquanto muitos cristãos verdadeiros nunca terão nem a chance de se pronunciarem num pequeno púlpito. E mais, uma manifestação que nunca expressa a verdade do evangelho contra a opressão que escraviza o pobre e o necessitado. (OBS: Houve um pastor batista, norte-americano que fazia marchas que deveriam servir de modelo, já que as dele teve um estrondoso impacto internacional: seu nome, Martin Luther King).


A missão da igreja se torna omissão quando fazemos todo tipo de estratégia para ajuntamento de dinheiro para a obra missionária em outro lugar do mundo, mas na nossa própria comunidade existem pessoas que dormem sem jantar, e mandam no outro dia, seus filhos para a escola sem tomar café da manhã, pois seus armários estão cheios apenas de ar!


Se um pai de família tivesse certa quantia em mão e tivesse que optar entre comprar comida para os filhos ou comprar um novo aparelho de DVD para casa, o que ele deveria fazer? Qual é a prioridade?! Quando a igreja gasta dinheiro em reformas do templo, compra de aparelhos de som e data show, e não abre os cofres para alimentar uma família necessitada da própria comunidade; ou ajudar um desempregado que nem dinheiro tem para procurar emprego; age como um estúpido pai de família que prefere comprar um desnecessário aparelho de DVD, e deixa seus filhos padecendo fome.


3. A omissão da igreja é quando ela “se esconde, que é o oposto a apresentar-se”.


Isso fica evidente quando líderes evangélicos têm a cara de pau de se apresentarem para pedirem dinheiro para supostas missões, mas quando um membro passa por dificuldades ele se esconde e pede para que procurem assistências sociais da prefeitura, postos de saúde, etc.


A omissão esta aí, quando líderes famosos são pegos em falcatruas e todo tipo de malandragem e corrupção, e nós nos escondemos para não termos que explicar a verdade dos fatos e dizemos apenas “é perseguição do diabo”.


4 A omissão existe ainda quando a igreja “deixar de lado, ou pula certa coisas”.


Verificamos isso quando nas eleições políticas (ATENÇÃO ELAS ESTÃO CHEGANDO) pastores, denominações e convenções pedem para seus membros apoiarem certos políticos, “pulando e deixando de lado” seu passado apodrecido pela falência moral, e todo e qualquer tipo de corrupção.


Uma igreja que diz fazer missão, mas deixa de lado ou pula outros setores, sobretudo os que se referem ao cuidado com os seus (crianças, jovens, mulheres, idosos, obreiros), na verdade pratica com grande êxito a OMISSÃO.


A igreja é muito omissa quando faz missão pela metade! Ou seja, enviamos um missionário para abrir uma nova igreja. Mas não são estudadas as necessidades que esse missionário irá enfrentar; então ele começa a padecer fome, não ter onde dormir, e acaba abandonado. Ora, os tempos são outros, uma igreja estruturada, que envia missionários, deve antever todas as demandas futuras.


A missão também se torna omissão quando se pensa que fazer missão é fincar a bandeira (placa) do ministério tal em tal lugar.


A missão é omissão quando se pensa que a missão esta concluída com a construção de um belo templo em um lugar remoto, mas nada se faz para ajudar os que freqüentarão o dito templo.


OBS: Quando Jesus disse “IDE POR TODO MUNDO” nem templos cristãos existiam, (eles só surgiriam mais de duzentos anos depois) a missão era simples: inseri pessoas no reino de Deus.


A omissão é escancarada quando enviamos pessoas para serem missionárias sem nenhum preparo. A nossa pressa apenas levará a construção de igrejas desestruturadas por são enviados missionários desestruturados. Mas se tivermos paciência, como Jesus, que só disse Ide para os discípulos depois de três anos e meio, então teremos o mesmo sucesso da igreja primitiva.


5. Uma igreja omissa é aquela que “tratar com descuido e negligência”.


Quando pessoas supostamente aceitam a Jesus, mas não tem atenção alguma, não lhe são apresentados os princípios da fé numa espécie de discipulado, então mais uma vez temos a omissão.


Quando jovens namorados se casam com a maior facilidade, sem nenhum aconselhamento pastoral por parte da igreja, mais uma vez ai está a omissão, que nada mais é que o tratar com descuido.


Nossa missão é transformada em omissão quando à semelhança do levita e do sacerdote, (que pagavam dízimos, guardavam a lei, estudavam a “teologia” da época, viajavam para pregar a palavra ao ponto de fazerem prosélitos e abrirem sinagogas em pontos tão distantes do Império Romano), mas quando viam o samaritano caído na estrada e despojado de todos seus bens, fechava os olhos e “passava de largo”, afinal já “fizeram a missão”! Mas toda missão sem amor se transforma em omissão. (ver Lucas 10.25 a37)


COMO VENCER A OMISSÃO?


Simples, mas difícil! Apenas o cumprimento da missão de João 15.16,17, desmantelará a omissão e provocará a verdadeira missão. Pois aquele que tem o fruto do Espírito ama, e quem ama está disposto a dar a própria vida pelo próximo! Quanto mais contribuir com todas as demais coisas missionárias necessárias.


Se você percebe que o tipo de missão de sua comunidade esta mesclada às definições de Omissão, então é porque falta o verdadeiro amor de Deus e não somos melhores que os levita e o sacerdote da parábola do Bom Samaritano! (ver Lucas 10.25 a37)


Lembre-se Jesus não vai nós dizer “servo bom e fiel, pregaste o evangelho” mas:


“então, dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai! Entrai na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo. Porque tive fome, e me destes de comer; tive sede, e me destes de beber; era forasteiro, e me hospedastes; estava nu, e me vestistes; enfermo, e me visitastes; preso, e fostes ver-me. Então, perguntarão os justos: Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer? Ou com sede e te demos de beber? E quando te vimos forasteiro e te hospedamos? Ou nu e te vestimos? E quando te vimos enfermo ou preso e te fomos visitar? O Rei, respondendo, lhes dirá: Em verdade vos afirmo que, sempre que o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.” (Mateus 25. 34 a 40).


Palavra final


Irmãos meus não sou contra Missões, oro por elas, às apoio e estou pronto para contribuir com elas, mas lembrem-se:


Quando pregarmos o evangelho vão nos perguntar:

Qual é o maior mandamento que o salvador ordenou?

E teremos que responder:

“Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração...e amarás o teu próximo como a si mesmo”(Mateus 22. 36 a 39)

Sendo assim, missão sem a prática do amor, é vã e sem sentido!

(Alexandre L.M Brandão)




0 comentários: