História e Bíblia

UMA PONTE PARA O CONHECIMENTO

Translate

Follow by Email

Total de visualizações de página

SEJA UM SEGUIDOR


Olá, seja bem vindo ao blog HISTÓRIA E BÍBLIA! Gostária de convidá-lo a
ser um seguidor. Basta clicar em seguir ao lado e seguir as orientações.
segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Relato da Escravidão no Brasil

Carregadores de café a caminho da cidade - Aquarela de Debret feita em 1826.



Em 1879, o norte-americano Herbert Smith (1851-1919), publicou um livro contando como era a escravidão no Brasil, nas plantações de Café no Vale do Paraíba. Na década de 1870, ele havia feito diversas viagens pelo Brasil.
Segue abaixo um trecho da sua descrição:



DOCUMENTO
“Os negros são sujeitos a uma fiscalização rígida e o trabalho é regulado como uma máquina. Às quatro horas da madrugada todos os escravos são reunidos a fim de entoarem rezas, depois do que se põem em fila para irem trabalhar. Às seis horas dão-lhes café; às nove horas almoçam carne-seca, farinha de mandioca, feijão e broa de milho; ao meio dia, tomam um pequena porção de aguardente; às quatro horas jantam, precisamente como no almoço e, como este, é servido ao ar livre, com a menor interrupção possível do trabalho. Às sete horas, os negros cansados retornam em filas para os barracões, ao som de uma corneta (...) depois disso, entregam-se a trabalhos caseiros ou nas máquinas até às nove horas; os homens e mulheres são, então, fechados à chave (...) onde deixam-nos dormir durante sete horas, a fim de que restaurem para o trabalho no dia seguinte 17 horas ininterruptas. (...) Aos domingos há um feriado nominal, pois não dura mais de três ou quatro horas (...).


Herbert H. Smith. Uma fazenda de café no tempo do Império. Rio de Janeiro: Departamento Nacional do Café, 1941. p. 15.

0 comentários: