História e Bíblia

UMA PONTE PARA O CONHECIMENTO

Translate

Follow by Email

Total de visualizações de página

SEJA UM SEGUIDOR


Olá, seja bem vindo ao blog HISTÓRIA E BÍBLIA! Gostária de convidá-lo a
ser um seguidor. Basta clicar em seguir ao lado e seguir as orientações.

Nessas eleições a sua igreja (ou pastor) indicou em quem os membros devem votar?

Na sua opinião quem é evangélico deve votar apenas em políticos evangélico?

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

VESTES SACERDOTAIS

Representação do sacerdote diante da Arca da Aliança


VESTES SACERDOTAIS

                A veste sacerdotal era muito diferente da veste do judeu comum. Além do mais, a vestimenta do sumo sacerdote diferia daquela do sacerdote comum.

                A. Calções. Entre os hebreus, só os sacerdotes usavam calções. Em alguns países vizinhos, tanto os calções como as calças eram usados pelos homens comuns.
                Os judeus usavam linho fino para fazer esta vestimenta sacerdotal. Evidentemente, servia como roupa de baixo de sorte que o sacerdote não ficasse exposto quando subia os degraus do templo para ministrar no altar (Êxodo 28:42-43). Esta vestimenta de baixo cobria o corpo do sacerdote desde a cintura até aos joelhos. Em vez de calças, os "calções" provavelmente eram um avental duplo. Outras referências a calções encontram-se em Êxodo 39:28; Levítico 6:10; 16:4; e! Ezequiel 44:18.

                B. Sobrepeliz ou manto. Os sacerdotes usavam também mantos de linho fino durante o serviço no templo. Essas vestimentas vinham do tecelão que fazia a peça inteiriça. Eram presas à cintura por um cinto decorado com trabalho de agulha (Êxodo 38:31-34). A vestimenta de Jesus era também um manto sem costura, simbolicamente mostrando seu sacerdócio universal (João 19:23; Hebreus 4:14-15). O manto ou ] túnica do sacerdote chegava quase a cobrir os pés e era tecido num] formato de losango ou xadrez.

                C. Tiara. O sacerdote comum usava uma tiara. Esta peça era feita 3 de linho fino (Êxodo 39:28). A palavra hebraica (migbaoth), da qual sei traduziu tiara, significa "ser sublime".

                D. Calçado. Durante o culto, os sacerdotes ficavam descalços. Antes de entrarem no tabernáculo, deviam lavar as mãos e os pés "Pôs a bacia entre a tenda da congregação e o altar, e a encheu água, para se lavar. Nela Moisés, Arão e seus filhos lavavam as mãos e os pés" (Êxodo 40:30-31). A área na qual os sacerdotes ficavam era considerada solo sagrado, como foi no caso de Moisés e a sarça ardente (Êxodo 3:5).

                E. Cuidado do cabelo. Vemos, em Levítico 21:5, que a calvície desqualificava um homem para o exercício do sacerdócio. Não permitido ao sacerdote rapar a cabeça ou rasgar as suas vestes mesmo para chorar a morte do pai ou da mãe (Levítico 21:10-11).


VESTES DO SUMO SACERDOTE

Um dos característicos que separavam o sumo sacerdote do sacerdote comum era o espargir de suas vestes com o óleo da unção (Êxodo 28:41; 29:21). Quando o sumo sacerdote falecia suas vestes passavam ao seu sucessor.
                As vestimentas do sumo sacerdote compunham-se de sete peças ― a estola, a sobrepeliz, o peitoral, a mitra, a túnica bordada, o cinto e os calções (Êxodo 28:4, 42).

Fabricação de roupas. A roupa usada pelos hebreus servia como símbolo externo dos sentimentos e desejos íntimos do indivíduo. As ocasiões festivas e alegres pediam cores vivas, enquanto a pessoa enlutada vestia pano de saco, o mais pobre tipo de vestimenta. As famílias israelitas faziam a maior parte de sua própria roupa. Nesta cena doméstica, o pai está fazendo sandálias de couro enquanto a mãe costura uma túnica do material que ela teceu.

                A. Estola. As vestes do sumo sacerdote eram feitas de linho simples (1 Samuel 2:18; 2 Samuel 6:14), como o eram as vestes de todos os sacerdotes. A estola, porém, era feita de "ouro, estofo azul, púrpura, carmesim e linho fino retorcido" (Êxodo 28:6). Isto indica que ela era uma mistura de lã e linho, visto que o linho só podia ser tingido de azul. A "obra esmerada" significa algum tipo de bordado.
                A estola dividia-se em duas partes. Uma parte cobria as costas e a outra o peito do usuário. A vestimenta era presa nos ombros por uma grande pedra de ônix.
                O cinto da estola era feito de estofo azul, púrpura e carmesim entretecido com fio de ouro (Êxodo 28:8).

                B. Sobrepeliz da estola. A sobrepeliz da estola era de material inferior ao da estola, tingida de azul (Êxodo 39:22). Era usada sob a estola e mais comprida do que esta. A sobrepeliz não tinha mangas, A penas aberturas nos lados para os braços.
                A orla desta vestimenta tinha uma franja de romãs de estofo azul, púrpura e carmesim, com uma campainha de outro entre uma romã e outra. Essas campainhas eram presas à orla da sobrepeliz do sumo sacerdote para que se pudesse ouvir quando ele entrava no lugar santo ou de lá saía (Êxodo 28:32-35).

                C. Peitoral. O peitoral do sumo sacerdote acha-se descrito com pormenores em Êxodo 28:15-30. Era uma peça de material bordado, com cerca de 25 cm de lado, quadrado e duplo formando um saco ou bolsa.
                Esta vestimenta sacerdotal era adornada com doze pedras preciosas, cada uma delas trazendo o nome de uma das doze tribos de Israel (Êxodo 28:17-21). Os dois cantos inferiores eram presos ao cinto. Os anéis, as cadeias e outros prendedores eram de ouro ou de cordão de fina qualidade.
                O peitoral e a estola eram chamados de "memória" (Êxodo 28:12, 29), porque lembravam ao sacerdote seu relacionamento com as doze tribos de Israel. Também era chamado "peitoral do juízo" (Êxodo 28:15), talvez porque fosse usado pelo sacerdote, que era porta-voz da justiça e juízo de Deus à nação judaica. Também pode ter sido assim; chamado porque ele provia um receptáculo para o urim e o tumim, os oráculos sagrados que mostravam os juízos de Deus sobre os homens (cf. Números 26:55; Josué 7:14; 14:2; 1 Samuel 14:42).

                D. Mitra. A mitra, ou turbante superior, era o ornato oficial para a cabeça do sumo sacerdote (Êxodo 28:39). Era feita de linho fino, tinha muitas dobras, e seu comprimento total era de cerca de 7,3 m.
                Este pano comprido era enrolado em torno da cabeça na forma turbante. Na frente da mitra estava uma lâmina de ouro com as palavras hebraicas "Santidade ao Senhor" (Êxodo 28:36-43; 39:28, 30).

                E. Túnica bordada, cinto e calções. Esta túnica especial era de orla comprida, feita de linho, e bordada com um desenho como se nela houvessem pedras (Êxodo 28:4).  Os sacerdotes comuns também usavam esta vestimenta.
                O cinto das vestes do sumo sacerdote era enrolado em torno corpo diversas vezes, desde o peito em sentido descendente, pontas do cinto pendiam até aos tornozelos (Êxodo 29:5). Sob vestes sacerdotais, o sumo sacerdote usava o mesmo tipo de calções que o sacerdote comum.

 Obs. Túnica. A túnica era um manto exterior com mangas. O cinto ― às vezes ornamentado com metais preciosos, pedras ou bordado ― prendia esta vestimenta ao corpo

Fonte:  PACKER, James. TENNEY, Merrill. WHITE, William. Vida Cotidiana Nos Tempos Bíblicos. Editora Vida. São Paulo, Brasil.

0 comentários: