História e Bíblia

UMA PONTE PARA O CONHECIMENTO

Translate

Follow by Email

Total de visualizações de página

SEJA UM SEGUIDOR


Olá, seja bem vindo ao blog HISTÓRIA E BÍBLIA! Gostária de convidá-lo a
ser um seguidor. Basta clicar em seguir ao lado e seguir as orientações.
terça-feira, 2 de março de 2010

Morte dos Apóstolos – Parte 2

Martírio dos Apóstolos – Parte 2

Como morreu o apóstolo Tiago, filho de Zebedeu.


A Basílica de Santiago, na Espanha onde segundo a tradição católica estão os restos mortais do apóstolo Tiago.


“Tiago foi o primeiro dos Doze a sofrer a morte de mártir. O rei Herodes Agripa I ordenou que Tiago fosse executado ao fio da espada (Atos 12:2). A tradição diz que isto ocorreu no ano 44 d.C., quando Tiago ainda seria bem moço.
Dizem as lendas que Tiago foi o primeiro missionário cristão na Espanha. As autoridades católicas romanas crêem que seus ossos estão sepultados na cidade de Santiago, ao noroeste da Espanha.” (1).

“Esse martírio aconteceu antes de se completar dez anos da morte de Estevão. Tão logo foi designado governador da Judéia, Herodes Agripa, com o propósito de se reconciliar com os judeus, suscitou intensa perseguição aos cristãos. No intuito de um golpe eficaz, lançou-se contra os seus dirigentes.
Não podemos deixar de mencionar o relato de um eminente escritor primitivo, Clemente de Alexandria. Conta-nos ele que, quando Tiago era conduzido ao lugar de seu martírio, seu acusador foi levado ao arrependimento e, caindo-lhe aos pés, pediu perdão e confessou-se cristão, decidindo ainda que o apóstolo não receberia sozinho a coroa do martírio. Juntos, foram decapitados. Assim, Tiago, o primeiro mártir apostólico, recebeu, decidido e bem disposto, aquele cálice que, afirmara ele ao nosso Salvador, estava pronto a beber. Esses acontecimentos ocorreram em 44.d.C.” (2).


Como morreu o apóstolo João, filho de Zebedeu.

Ilha de Patmos, onde João esteve exilado e escreveu o Apocalipse.

“Diz a tradição que João cuidou da mãe de Jesus enquanto pastoreou a igreja de Éfeso, e que ela morreu ali. Tertuliano diz que João foi levado para Roma e ‘lançado em óleo fervente, saiu ileso, e então foi exilado numa ilha’. Esta era, provavelmente a ilha de Patmos, onde João escreveu Apocalipse. Acredita-se que ele viveu até avançada idade, e seu corpo foi devolvido a Éfeso para sepultamento.” (1).

“O ‘discípulo amado’ era irmão de Tiago, o Maior. As igrejas de Esmirna, Pérgamo, Sardes, Filadélfia, Laodicéia e Tiatira foram fundadas por Ele. Enviado de Éfeso a Roma, conta-se que foi jogado num caldeirão de óleo fervente, de onde, escapou milagrosamente, sem dano algum. Domiciano exilou-o na ilha de Patmos, onde escreveu o livro de Apocalipse. Nerva, o sucessor de Domiciano, libertou-o. Dentre todos os apóstolos, foi o único a ter morte natural.” (2).


Estátua do imperador romano Domiciano, em cujo governo João foi exilado na ilha de Patmos.

Como morreu o apóstolo Judas Tadeu.

O historiador Eusébio diz que Jesus uma vez enviou esse discípulo ao Rei Abgar da Mesopotâmia a fim de orar pela sua cura. Segundo essa história, Judas foi a Abgar depois da ascensão de Jesus, e permaneceu para pregar em várias cidades da mesopotâmia. Diz outra tradição que esse discípulo foi assassinado por mágicos na cidade de Suanir, na Pérsia. Diz-se que o mataram a pauladas e pedradas. (1).



(1) PACKER, James. TENNEY, Merrill. WHITE, William. O Mundo do Novo Testamento. Editora Vida. 2001. São Paulo, Brasil.


(2) FOX, John. O livro dos Mártires. Editora CPAD. 2001. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.




0 comentários: