História e Bíblia

UMA PONTE PARA O CONHECIMENTO

Translate

Follow by Email

Total de visualizações de página

SEJA UM SEGUIDOR


Olá, seja bem vindo ao blog HISTÓRIA E BÍBLIA! Gostária de convidá-lo a
ser um seguidor. Basta clicar em seguir ao lado e seguir as orientações.
sábado, 30 de julho de 2011

John Stott – In Memoriam

John Stott – In Memoriam

Um herói da genuína fé cristã é recebido pelo Eterno.

“E disse: Eis que vejo os céus abertos, e o Filho do homem, que está em pé à mão direita de Deus.” (ATOS 7. 56)




***

John Stott: Líderes Cristãos Evangélicos Pagam Tributo

Líderes evangélicos cristãos de todo o mundo estão de luto pela morte da figura evangélica, John Stott, que morreu na quarta-feira aos 90 anos de idade.

Stott, conhecido por moldar o evangelicalismo do século 20 através de seus escritos e pregações, morreu às 3:15h da tarde em sua casa de repouso em St. Barnabas College, localizada a 30 quilômetros de distância de Londres.Ele estava cercado por seu antigo secretário Frances Whitehead e amigos próximos que liam as Escrituras e ouviam "Messiah” de Handel, quando ele faleceu.

Um teólogo anglicano do Reino Unido, Stott foi o arquiteto-chefe do Pacto de Lausanne 1974 e autor de mais de 50 livros cristãos de complexa Teologia e explicou isso de uma forma que os leigos poderiam entender.Um de seus livros mais populares o Cristianismo Básico (Basic Christianity) (1958), que foi traduzido em mais de 60 línguas, segundo a editora de livros cristãos InterVarsity Press.Ele também influenciou milhões de Cristãos através de outros títulos bem conhecidos, incluindo Cristo o Polemista (Christ the Controversialist) (1970), Problemas Enfrentados por Cristãos de hoje (Issues Facing Christians Today) (1984) e aquele que ele sempre considerou seu melhor: A Cruz de Cristo (The Cross of Christ) (1986).

Em 2005, Stott foi destaque na revista TIME como uma das "100 pessoas mais influentes" do mundo.

Apesar de sua influência ampla na fé evangélica, muitos o conheciam carinhosamente como "Tio João".

Quando a notícia de sua morte veio à tona, líderes evangélicos imediatamente postaram declarações de lamento e honra a Stott como querido mentor e um dos maiores pensadores evangélicos de seu tempo.

"O mundo evangélico perdeu um dos seus maiores porta-vozes", disse o famoso evangelista dos EUA Billy Graham em um comunicado.

"Eu perdi um dos meus amigos pessoal e conselheiro. Estou ansioso para vê-lo novamente quando eu for para o céu."

Graham ajudou a organizar o encontro internacional que revelou o Pacto de Lausanne, um documento histórico que serviu como um manifesto para todo o evangelismo cristão no mundo.Quando soube da morte de Stott desde seu assistente, Graham se derramou em lágrimas e ficou sem fala, segundo disse seu neto Tullian Tchividjian via Twitter.

O pastor da mega-igreja da California, Rick Warren, chamou Stott um dos seus "mentores mais próximos."

"Eu recentemente voei para o Reino Unido apenas para orar por ele e sentar-me junto à sua cama. Que gigante!" tuitou o Pastor da Igreja Saddleback.

Dr. Geoff Tunnicliffe, secretário-geral da Aliança Evangélica Mundial, o maior corpo de evangélicos em global, disse que foi pessoalmente impactado pelos ensinamentos de Stott.

"O Tio João, foi uma grande influência em meu próprio desenvolvimento teológico.Seu compromisso com a ortodoxia bíblica, a missão global e unidade do corpo de Cristo foram fundamentais na minha própria jornada espiritual", Tunnicliffe disse em um comunicado.

Stott foi o principal autor do Preâmbulo da Constituição de 1951 da WEA, que representa 600 milhões de evangélicos hoje em 128 países.No documento, Stott proveu uma moldura da bíblica e as três propostas primárias para a existência da WEA.

Um dos maiores legados deixados à Stott para a Igreja mundial é o Langham Partnership International e seus ministérios U.S. chapter John Stott Ministries.A organização treina pregadores para a educação de doutorado e pensadores evangélicos e fornece livros evangélicos em todo o mundo.

Chris Wright, diretor internacional de Langham Partnership International, emitiu um comunicado no site do John Stott Memorial homenageando o pregador de caráter de Cristo.

Como Moisés, ele foi um dos maiores líderes que Deus deu ao Seu povo, e ainda ao mesmo tempo, um dos homens mais humildes na face da terra. Ele foi, para todos nós que o conheceu um andarpersonificado da beleza simples de Jesus, a quem ele amou acima de tudo", escreveu Wright.

O S.Douglas Birdsall, o executivo do Movimento Lausanne e diretor internacional de Lindsay Brown, disse em um comunicado conjunto:

"Estamos tristes por sua partida, mas fortalecidos com o conhecimento que a sua grande confiança e esperança em Cristo, têm agora se tornado real para ele, e o trabalho de sua vida tem sido justificada."

Eles obsevaram que "a maior contribuição [de Stott] foi articular claramente e defender energicamente a fé que ele sempre entendeu ser a fé bíblica, baseada no Novo Testamento".

Langham Partnership International está convidando àqueles atingidos pela vida e o ministério de John Stott para postar comentários em um livro on-line de lembrança no site do Memorial de John Stott.Informações sobre memoriais e eventos em comemoração à vida de Stott também será lançado no site.

(O texto acima é do site: http://portuguese.christianpost.com/)


0 comentários: