História e Bíblia

UMA PONTE PARA O CONHECIMENTO

Translate

Follow by Email

Total de visualizações de página

SEJA UM SEGUIDOR


Olá, seja bem vindo ao blog HISTÓRIA E BÍBLIA! Gostária de convidá-lo a
ser um seguidor. Basta clicar em seguir ao lado e seguir as orientações.
segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Ouvidos com Paredes



Tiranias


antigamente

diziam: cuidado

as paredes têm ouvidos


então

falávamos baixo

nos policiávamos


hoje

as coisa mudaram:

os ouvidos têm paredes


de nada

adianta

gritar


(Ruy Proença)


*****



“Porque o coração deste povo está endurecido, de mau grado ouviram com os ouvidos e fecharam os olhos; para não suceder que vejam com os olhos, ouçam com os ouvidos, entendam com o coração, se convertam e sejam por mim curados.”

Mateus 13.15


Identifiquei-me com o poema acima, quando o li na revista “Brasileiros”, especialmente quando o poeta escreve que hoje as pessoas tem paredes nos ouvidos e ainda que gritemos de nada adiantara, pois nada será ouvido.


Lendo os evangelhos percebemos que Jesus também sentiu na pele o que é falar e não ser compreendido, também participou dessas sensações o apostolo Paulo (Atos 28. 27) e os profetas do AT (Ezequiel e Jeremias são exemplos clássicos dessas situações).


Se formos além o que o poeta escreveu (provavelmente sem intenção) é o cumprimento da profecia bíblica:


Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas.

II Timóteo 4.3-4


Sempre que a verdade é pronunciada ela ofende a mentira; quando a justiçada é anunciada a injustiça é acuada; quando o amor é pregado o ódio é golpeado; quando paz é proclamada a guerra é vencida. Sendo assim, todos os que amam o que é bom, se sentem confortáveis em ouvir e ver a prédica e prática da justiça e seus frutos. Mas todo aquele que tem em seu ser obscuridades como dolo, engano, ódio, inveja, injustiças, se ofendem apenas com a exposição dos frutos do amor.


“O julgamento é este: que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más. Pois todo aquele que pratica o mal aborrece a luz e não se chega para a luz, a fim de não serem argüidas as suas obras. Quem pratica a verdade aproxima-se da luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque feitas em Deus.”

João 3. 19-21


Por que Jesus foi perseguido e crucificado? Que mal havia em suas palavras e obras? Ora, nada a não ser o bem que ele fazia e dizia, mas que incomodava os corruptos poderosos daqueles dias.


O mesmo se deu com os profetas, apóstolos e servos da igreja, que morreram apenas porque escolheram uma vida de amor e não de ódio.


Hoje

Hoje parece cada vez mais que as pessoas gostam daquilo que mais as ilude. As pregações que dão ibope são aquelas cheias de triunfalismos baratos que prometem tudo, mas não ensinam nada sobre o caráter de Cristo na vida daqueles que se denominam cristãos.


Os programas evangélicos de televisão e de rádio são exemplos claros. Se há mistério há publico para ouvir e assistir; pode-se pedir não apenas 900,00 reais, mas até mais, desde que acompanhado de uma profeciazinha de vitória financeira. Pode-se até vender rosas santas, ungir celulares, e todo tipo de simpatia evangélica, que há povo para ouvir e pagar por esses tipos de programas.


Pode-se praticar falcatruas, ser preso nos EUA e condenado no Brasil, mas todos os anos lá estará o imenso rebanho evangélico seguindo tais pastores numa marcha que dizem ser para Jesus. Depois é só acompanhar o show gospel e voltar pra casa jubilando por ser crente.


Mas o que mais dói é que apesar de termos a bíblia e dela ser lida nos cultos, e de o evangelho não se enquadrar com muitas das práticas de hoje, as pessoas continuam com paredes nos ouvidos de forma que tendo olhos não enxergam e tendo ouvidos nada ouvem!


Ouvimos o evangelho hoje, que apóstolo, pastor etc., não é ostentação, mas serviço, e amanhã estamos lá os bajulando e os enriquecendo (não todos os pastores, pois há ainda gente séria). Ouvimos hoje que Cristo espera que amemos o próximo como a nós mesmo, e continuamos vendo os ministérios evangélicos (a maioria, mas não todos) num total descompromisso com tudo que seja social. Líderes e mais líderes cristãos são pegos em corrupção e continuam exercendo suas funções sem demonstrarem o mínimo de arrependimento e como se nada tivesse acontecido; e mais continuam sendo idolatrados.


Não é por não falar! Há pregadores sérios, pastores sérios, igrejas sérias, mas que não dão ibope, porque o público é pequeno se comparado com as megas igrejas da prosperidade.


Vocês já reparam que a pregação de Jesus era bem diferente da maioria das mensagens dos pregadores de ibope de hoje? Que as campanhas que arrastam multidões para as igrejas nada tem a ver com a igreja primitiva?


As pessoas preferem dar 900,00 reais para um pastor em troca de vitória financeira, do que ajudar um pobre necessitado sem espera de recompensa senão a certeza de que o amor de Deus esta presente no coração.


As pessoas preferem ouvir uma pregação de promessas de que tudo vai dar certo na vida, do que ouvir uma mensagem tal qual o sermão do monte (Mateus capítulos 5 ao 7) onde a prioridade é uma vida com o caráter de Deus.


Realmente, ainda que se grite parece que poucos ouvem e dão a devida atenção ao evangelho de Cristo! Mas Jesus ainda hoje diz para as igrejas...


"Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo."


Apocalipse 3.20

0 comentários: